Consegue Alcançar Um Consumo Zero de Água com a Sua Canalização Doméstica?

Consumo de Água

Ninguém gosta de pagar contas de água. Há um grande número de medidas que pode adoptar para aumentar a poupança através da conservação da água, mas o grande prémio seria eliminar por completo as contas da água. Isso não significa que tenha de abdicar da sua casa de banho ou outras canalizações domésticas – há uma norma chamada “consumo zero de água” com o objectivo de permitir aos lares a libertação da rede principal de abastecimento de água. Continue a ler para saber mais acerca desta ideia optimista e que passos precisa de adoptar para se aproximar de um futuro livre de contas de serviços públicos.

 

Consumo de Agua em Portugal
Consumo de Agua em Portugal – Fonte: Marketest

Feche o Circuito

Se poupar dinheiro não é o suficiente para o convencer a poupar água agora, considere o facto de que pode não ter outra escolha num futuro próximo. Períodos de seca em Lisboa e outras áreas do país significam que as restrições de água locais estão em pleno vigor, e o preço da água doce pode aumentar precipitadamente em última análise.

A chave para começar a poupar é começar a recolher o máximo de água que conseguir da natureza e depois reutilizar ou reciclar a água assim que entre na rede doméstica. As canalizações podem ser configuradas especialmente para encaminhar as águas residuais para diferentes áreas, dependendo se vêm do lavatório, chuveiro, sanita ou outras origens.

“Ao recolher a água da chuva e ao tratar as águas residuais produzidas no local, os habitantes de uma casa irão fechar o circuito do sistema de água, levando assim a uma independência hídrica, ” anuncia o Projecto Net Zero Water.

O Futuro da Conservação de Resíduos Está Aqui

O cenário de consumo zero de água não é assim tão rebuscado como parece. A sede em Seattle da Fundação Bullitt, por exemplo, já é 83 porcento mais eficiente do que a maioria dos edifícios de escritórios e está a caminho de encerrar o circuito. O maior obstáculo é libertação da carga regulamentar referente ao tratamento de águas residuais e recursos hídricos potáveis, de acordo com o Ecobuilding Pulse.

Estão a ser efetuadas pesquisas adicionais pela ReNEW House, um laboratório de investigação gerido pela Universidade Purdue e a Whirlpool com experiências com águas de circuito fechado, sistemas de gestão de resíduos e energia e para produção de um protótipo que pode ser replicado por construtores imobiliários.

“Chegou a hora de perceber como podemos tirar partido dos nossos equipamentos para otimizar e transformar por completo o sistema doméstico para tentar atingir o impacto de consumo zero de água,” disse num comunicado de imprensa Ron Voglewede, Diretor da Sustentabilidade Global, da Sociedade Whirlpool.

Para mais ideias, o International Living Future Institute elaborou um manual de boas práticas para atingir um consumo zero de água, incluindo planos detalhados que podem ser postos em prática por proprietários particulares de forma a avançarem em direcção à meta final.

Ideias que Pode Implementar Hoje

Pode ainda não estar preparado para cumprir as normas do consumo zero de água, mas pode adoptar passos concretos já hoje para limitar o consumo de água e pô-lo no caminho de diminuir as contas da água. Se quer poupar dinheiro no consumo da sua canalização em Lisboa, tente o seguinte:

  • Utilize o método Xeriscape no seu jardim ao colocar plantas resistentes ao clima seco para reduzir ou eliminar os custos de rega.
  • Capture água da chuva colocando barris nos tubos de queda das caleiras, e reutilize essa água para regar ou para certas funcionalidades domésticas.
  • Substitua as suas canalizações antigas por um modelo novo e eficiente no consumo de água.
  • Se for realmente ambicioso, procure por um sistema de reciclagem de águas domésticas que reutilize alguma das águas residuais das canalizações para encher o tanque do autoclismo e para rega.

Espero que tenham achado o artigo interessante! Deixem o vosso comentário :)

Até ao próximo post!

Orelhas